Tecnologia do Blogger.

Transtorno alimentar

Como disse nesse post aqui, quando eu emagreci em 2013 através de mudança da alimentação e exercícios, eu consegui eliminar 15kg dos 20kg que eu "precisava" para voltar ao peso de magra que eu tinha antes. E eu fiz isso tudo comendo de tudo, e antes de entrar no assunto em si, quero explicar direitinho como eu emagreci, para vocês entenderem que, terrorismo nutricional não só não leva a lugar nenhum, como te faz ficar DOENTE!

Eu simplesmente troquei a maioria dos carboidratos por integral, no caso, arroz, macarrão, e a farinha branca por integral. Eu basicamente comia macarrão com frango, ou arroz, ou fazia uma torta de frango com massa integral, que levava sim um pouco de farinha branca para não ficar dura e seca, eu continuei usando margarina, eu tentei mudar pra manteiga mas acontece que ODEIO queijo e a manteiga tem um sabor que me lembra queijo. Troquei também temperos prontos por temperos naturais, eu pesquisei bastante para entender que tempero combina com que tipo de alimento e como combinar os temperos entre si. Inclui muito iogurte natural, e troquei açúcar refinado por demerara, e o óleo de soja por óleo de coco e leite normal por desnatado.

Nessa época ainda estava surgindo aos poucos o movimento fitness nas redes sociais e todo aquele papo maromba de batata doce e frango, demorou bastante para que eu tivesse acesso a essas informações, então eu eliminei 15kg comendo tudo que disse acima, sem restrições, quando digo sem restrições é REAL sem restrições, eu comida quase todos os dias um doce no intervalo da faculdade, as vezes era um bombom sonho de valsa (meu favorito) ou 4 bolachas, eu apenas diminui a quantidade, comia com moderação, isso me fazia bem, e eu sei que doce é algo que eu preciso para ser feliz e pronto.

Quando começou a pipocar de verdade as musas fitness no instagram, eu comecei a ficar um pouco paranoica, como assim carboidrato engorda? dá câncer? etc etc, leite mata bla bla bla, era um terrorismo sem tamanho, e eu acabei caindo em vários, as musas praticamente não tinham vida social, mas todo mundo elogiava a determinação, iam para pizzaria com os amigos mas levavam marmita, outras apenas colocavam na boca a comida, mas cuspiam, era esse tipo de coisa absurda que eu lia, eu não vou citar nomes, mas vocês devem saber de quem eu estou falando. Eu não tinha ideia de quanto isso era nocivo, porque ninguém falava de distúrbios alimentares, só em ser magra, ser fitness, ser malhada, ser gostosa, não comer doces, cortar refrigerante, fazer restrições absurdas, tudo isso era lindo e todo mundo batia palma, inclusive eu.



O que eu buscava antes era emagrecer mas não voltar a ficar magrela, eu queria ter curvas, o tipo de corpo que buscava era igual aos da foto acima, e eu havia conseguido, mas eu comecei a receber comentários de pessoas próximas que eu ainda estava gorda comparado ao antes, que o antes era melhor, mais "fofo", que eu era muito baixa e ter pernão ficava feio pra minha altura, tirava a delicadeza, etc etc etc, junto isso + todas as ladainhas que ouvia sobre alimentação, decidi que deveria emagrecer os benditos 5kgs, porque corpo bonito é com % gordura baixa, igual de fulaninha, cortei carboidratos, cortei doces, fiz low carb, fiz outras dietas restritivas, e não cheguei a lugar algum, no final da semana quando ia me pesar, eu não tinha emagrecido nem 500g, e isso me deixava muito deprimida, e eu recorria para comida, para compensar a falta que me fazia os doces diários, lembra que falei que sempre comia muito doce?

Eu fiquei compulsiva, e não adiantava, a partir do momento que eu colocava 1 doce na boca eu já precisava comer o doce inteiro 1 pedaço não era nem de longe suficiente, eu comia, comia, passava mal e continuava comendo, mas como durante a semana eu me mantinha regrada, eu não engordava, meu peso ficou entre 50kg e 53kg durante 4 anos, 4 anos dessa vida restritiva nos dias de semana, e liberada nos finais de semana, que era só sábado, depois sábado e domingo, depois sexta, depois feriado, e até que voltou a ser todos os dias, quando tive uma dezenas de problemas pessoais, que fizeram meu psicológico ficar abalado, eu não tinha para onde correr a não ser comer, comer para tentar me livrar do stress, e dessa forma eu voltei a ganhar os 15kg, depois de 4 anos.


1ª: 2009 quando era magra/ 2ª: 2015 com 50kg, já fazendo academia à 2 anos/ 3ª 2017 já tinha começado a engordar de novo.
PS: Não postarei a foto do período de gorda aqui, pois não tenho, todas que tinha deletei.

Eu não vou dizer que a culpa é do instagram ou das musas fitness, a culpa é minha, afinal eu não sou uma adolescente, eu deveria ter tido o minimo de senso crítico, mas também não posso passar a mão na cabeça delas, porque há milhares de adolescentes que não tem ainda maturidade para discernir e acabam caindo no mito do corpo perfeito e da dieta regrada delas, quando sabemos bem que muitas usam o dedinho na garganta escondido para manter o corpão no feed, ou vocês acham mesmo que elas não comem NADA fora da dieta?

Mulheres entendam que, você NÃO PRECISA deixar de viver, de comer as coisas que você gosta, de sair com os amigos para um rodizio de pizza e comer pizza, o que vocês precisam é ter equilíbrio para saber se relacionar bem com os alimentos, se comer 1 docinho te deixa bem humorada, coma, só tenha moderação, assim como tudo na vida é necessário moderação.

Na procura do corpo perfeito eu fiquei doente, e pior que diferente de algumas eu nem cheguei perto, muitas meninas se matam (as vezes literalmente) para ter e conseguem, e quando atingem se dão conta que não valeu a pena, porque no fim sempre vai ter alguém para apontar defeitos, por mais que você esteja "dentro dos padrões", você nunca vai agradar todo mundo! A menina fitness é "masculina de mais", a magra "é sem graça, vara pau", a gorda "alguém avisa ela para fazer um regime, ta feio", sempre vai ter alguém para criticar, te comparar com os outros, dizer o que você deve ou não comer, sendo que a unica pessoa que mora no seu corpo é você mesma, então faça o melhor para você, sua saúde física é importante, mas a mental também!

Farei um post depois contando como superar o transtorno alimentar e se manter saudável mentalmente.

xo xo, Jess




Nenhum comentário